quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

O Apelo de Seth

Vou cravar as garras no granito,
Até a Montanha sangrar!

Vou cavalgar todos os Céus!

Fúria é o meu rugido!

Fogo a minha dádiva!

De tormento
De pavor
De angústia!

Vou invadir cidades e aldeias,
Verdes prados ponteados de papoilas.
Por todos os recantos semear cinzas!

Perseguir incautos e astutos
A todos amesquinhar na sua soberba,
Cretina.

Cretinos!

Declaro guerra ao Mundo!!!

Seth!!! 
Senhor das minhas mágoas!
Que me inspiras blasfémias
E me incitas à arrogância.
Eu me submeto à tua Vil Vontade!

O meu Voo hoje não é de bodo,
Senão uma condenação a suplícios Maiores.

Teu Negro Sangue me corre nas veias
Tua Índole malévola me inspira tormentos
Teus Olhos de perfídia me mostram as cúrias abjectas
Parasitas do nojo
Vermes da cobiça
Lacaios da Ganância!

Eu me vou a eles! Ímpio Senhor!
Eu sou um agente da tua Crueldade!
Eu sou a mão que empunha o Teu Sabre da Ignomínia!

Venham a mim, trastes!!!

12 comentários:

Jorge Oyafuso disse...

Caraca... tá revoltado hoje, hein?

Seth é deus menor perto de sua fúria! *medo*

ManDrag disse...

Salve! Lnu Oyaa
Que alegria te encontrar por meus reinos.
Sim, estou zangado com o mundo! Mas nada a temer.
Abração.
Salutas!

São disse...

Que a fúria se (te) esgote na poesia!
Abraços.

joka disse...

Olá,
Passei para agradecer as tuas palavrs de apoio no meu blog.
Muito, muito obrigado.

Abraço

J.A

navegadora disse...

Sim, há momentos em que o deus da guerra desce sobre os nossos corações...temos que o "alimentar com as melhores iguarias", deixá-lo saciar para de novo partir...para de novo encontrar o equílibrio...o "nosso equílibrio interior",encontrar quem somos... porque de fora, do mundo, os sinais por vezes são confusos, degradantes e pouco respeitadores da verdadeira essencia humana.
Que o teu coração serene....que encontres a tua paz interior e que "as razões que tens para estar assim te tornem ainda mais forte".
Um beijo.

Joaquim Cardoso Dias disse...

Direi assim que estive aqui e que prometo voltar.
Gostei deste sítio!
Um abraço...

ManDrag disse...

Salve! São

A minha Fúria esgota-se e renasce em si mesma. E assim será até este mundo mudar a sua face.

Salutas!

ManDrag disse...

Salve! Joka

Nada a agradecer. Apenas correspondo ao que o Coração me dita.

Abraço.

Salutas!

ManDrag disse...

Salve! Navegadora

É da Fúria que a minha Paz se alimenta.

Salutas!

ManDrag disse...

Salve! Joaquim

Pois que sejas o bem vindo! E conta sempre com a hospitalidade dos meus espaços.
Volta sempre!

Abraço.

Salutas!

Paulo - Intemporal disse...

ManDrag

Estremeço ao ler-te aqui.

Em grito de alerta!

Cumpre-me apaziguar-te na ternura com que te abraço!

Um bom fim de semana!

ManDrag disse...

Salve! Paulo

Nada temas. É uma fúria direccionada e não aleatória ou arbitrária.
Mas não rejeito o teu abraço terno, que fico aguardando. E retribuo de igual ternura.

Salutas!